Partilhar experiências para vencer fragilidades

AdfaADFA

ADFA promove Webinar “Institucionalização/Vida Independente”

Num projecto co-financiado pelo Programa de Financiamento a Projectos 2020 do Instituto Nacional para a Reabilitação, a ADFA realizou, no dia 10 de Dezembro último, em Lisboa, um Webinar “Institucionalização/Vida Independente”, em parceria com a FENACERCI, o Centro de Vida independente e o Observatório da Deficiência e Direitos Humanos (ODDH), no âmbito do Dia Internacional das Pessoas com Deficiência.

A iniciativa contou com cerca de 60 participantes e evidenciou as ideias-chave: não-discriminação, fraternidade, igualdade, liberdade e direitos.

O dia 10 de Dezembro evocava também o Dia Internacional dos Direitos Humanos.

Na abertura dos trabalhos intervieram Manuel Lopes Dias, presidente da ADFA, e o presidente do Conselho Directivo do INR, Humberto Santos.

Sob a moderação da coordenadora do Gabinete de Comunicação do Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Central, Ana Valente, intervieram, da FENACERCI, o dirigente Rogério Cação, com a apresentação “Institucionalizar ou não institucionalizar: eis a questão”, do Observatório da Deficiência e Direitos Humanos (ODDH), a presidente Paula Campos Pinto, com a exposição “A vida independente como expressão de direitos humanos”, e do Centro de Vida Independente, Jorge Falcato, que apresentou “Vida Independente em Portugal: Que futuro?”.

O presidente da ADFA, no encerramento deste evento, resumiu que, num tempo de pandemia que veio mostrar as fragilidades do sistema e da sociedade portuguesa e das suas instituições, “há muito trabalho a fazer” e que “deve potenciar-se o movimento das pessoas com deficiência para abri-lo à Cidadania”, pois “somos todos cidadãos”.