Soldado português ferido na República Centro-Africana

AdfaADFA

ADFA solidária contacta entidades oficiais

Ao ter conhecimento do comunicado do Estado-Maior-General das Forças Armadas sobre o acidente grave sofrido ontem, dia 13 de junho, por um soldado do Exército Português, integrado na Força de Reação Rápida em missão na República Centro-Africana, ao serviço das Nações Unidas, a ADFA enviou uma mensagem de solidariedade ao chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas, almirante António Silva Ribeiro, expressando “sentidos votos de uma rápida recuperação e reabilitação deste jovem militar ferido ao serviço das Forças Armadas Portuguesas”. Desta mensagem deu conhecimento ao general chefe do Estado-Maior do Exército.

A Associação contactou ainda os gabinetes do ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, e da secretária de Estado da Defesa Nacional, Ana Santos Pinto, sublinhando que “acompanha com grande atenção, apreensão e solidariedade o acidente grave sofrido pelo militar”, informando que prontamente se colocou “à disposição da Instituição Militar para prestar, dentro do seu âmbito, todo o apoio ao militar ferido na República Centro-Africana”, e reiterando perante os governantes “as especificidades da Condição Militar que envolve riscos agravados que implicam o reconhecimento, por parte da República, das reparações morais e materiais devidas àqueles que ao Serviço da Pátria adquirem deficiências de carácter permanente”.

Foram também informados sobre o teor destas mensagens o chefe da Casa Militar do Presidente da República, tenente-general João Vaz Antunes, e o presidente da Comissão de Defesa Nacional da Assembleia da República, deputado Marco António Costa.